Pintura Predial – Porto Alegre

Pintura Predial – Porto Alegre

Desentupidora em Porto Alegre

PINTURA PREDIAL PORTO ALEGRE

Construsul Pintura Porto Alegre

Ligue Direto: 3342-8908 – Email: construsulportoalegre@hotmail.com


Pintura Predial Porto Alegre Nossa empresa está acostumada a lidar com Pintura Predial há anos. Mesmo antes de se tornar a empresa de pintura, já prestávamos serviços para diversas construtoras de grande destaque nacional e também condomínios de Prédios, principalmente na Cidade de Porto Alegre.

De acordo com os principais manuais já publicados sobre construção civil, a pintura predial consiste em proceder à pintura da fachada e do interior de qualquer construção ou edificação passível de abrigar várias unidades comerciais ou residenciais.

Portanto, a manutenção desse tipo de estrutura, diferentemente do que acontece em uma casa ou apartamento, requer uma série de preocupações quanto à segurança, conformidade com as normas regulamentadoras, utilização de profissionais capacitados e devidamente registrados (técnicos, engenheiros e pintores prediais, especificamente), entre outros tipos de cuidados.


Empresa de Pintura Predial Porto Alegre

Construsul Pintura Porto Alegre

Pintura Predial Porto Alegre – Ainda de acordo com profissionais do ramo específico de pintura predial, um certo roteiro deve ser seguido por quem pretende realizar qualquer tipo de manutenção nessa área, seja o de uma impermeabilização,

Tal roteiro contempla, necessariamente, a celebração de um contrato (no qual deverá constar o nome do contratado e da contratante, data de elaboração do contrato, início e término do projeto, materiais a serem utilizados, forma de pagamento, entre outros), serviço de vistoria (a fim de detectar falhas estruturais, estado da pintura anterior e da parede, infiltrações, etc)

Além da atenção ao período do ano em que o serviço deverá ser executado, que, preferencialmente, deverá ser o de pouca incidência de chuvas e demais fenômenos climáticos.

A fim de garantir a segurança, tranquilidade e a perfeita execução de serviços de pintura predial ou quaisquer outros que utilizem a mão de obra de pintores de prédios, profissionais em restauração ou impermeabilização de fachadas, entre outros, que são executados em alturas (quando superior a 2m, de acordo com a legislação), uma série de NR,s ou Normas Regulamentadoras foram estabelecidas pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), e estão devidamente contempladas na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).


Serviço de Pintura Predial Porto Alegre

Construsul Pintura Porto Alegre

Pintura Predial Porto Alegre – Entre as principais, estão: a NR18, que “estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização, que objetivam a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos, nas condições e no meio ambiente de trabalho na Indústria da Construção” (inciso 18.1).

NR6, que trata da utilização dos EPI,s (Equipamento de Proteção Individual), ou “todo o dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho” (inciso 6.1), a saber: óculos, luvas, capacetes, vestimenta, entre outros equipamentos.

E, finalmente, a NR35, que, em seu inciso 35.1.1, “estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade”.

Principais equipamentos utilizados no segmento de pintura predial. Dentre os principais equipamentos ou materiais utilizados por pintores de prédios, em serviços de restauração de fachadas e demais serviços que sejam executados em alturas, de acordo com a NR18, estão:

Andaimes: estruturas de metais para a execução de serviços de pintura de fachadas ou outras atividades em grandes alturas. Estes devem ser avaliados quanto à qualidade da sua sustentação (por afastadores, vigas, estruturas de metal, etc), quanto à sua mecânica, mobilidade (se são móveis ou fixos), entre outros.

Elevadores: estes devem ser montados por profissionais, dentro das especificações técnicas, que garantam a segurança e perfeita mobilidade.

Cabos de aço: com a avaliação do seu comprimento, largura, resistência, movimentação sobre as roldanas, além de possíveis emendas.

Balancim: também conhecido como “cadeira suspensa”, móvel indispensável no segmento de pintura de fachadas, onde o trabalhador terá assento (mutas vezes em alturas equivalentes a 15, 20 ou 30m) e que, por isso, deverá ser produzido de forma anatômica.

Trava quedas: mecanismo que interrompe uma possível queda durante a pintura de uma fachada ou restauração, através de um mecanismo fixado na corda.

Talabarte: uma espécie de cabo que deve ser preso ao cinto de segurança e a um ponto fixo qualquer (“ponto de ancoragem”), e que serve como uma extensão do cinto, para proteção extra durante uma possível queda.

Cinto “estilo paraquedista”: a principal peça a ser utilizada por pintores prediais, em serviços de impermeabilização de fachadas, restauração, entre outros serviços relativos a esse setor.


Pintura Predial 

Construsul Pintura Porto Alegre

Pintura Predial Porto Alegre – O futuro do segmento de pintura predial, e demais funções que exijam atividades em grandes alturas, pelo menos se depender do empenho de jovens alunos de várias faculdades de engenharia espalhadas pelo país, será o da automatização desse procedimento.

Equipamento, de acordo com o projeto, foi elabora=o de forma que possa ser fixado no teto de um determinado prédio, por meio de cabos que o façam deslizar de forma horizontal e vertical, enquanto uma pistola com um pulverizador executa todo o serviço.

Apesar da polêmica, que envolve a possível substituição da figura do pintor de prédios e demais instrumentos necessários para essa função, o projeto, de acordo com os alunos, seria uma forma de contribuir para a segurança dos trabalhadores (inclusive os pintores prediais), basicamente em situações de altíssimo risco para a sua integridade física.

Porém, de acordo com o consultor imobiliário americano Craig S. Caulkins, “um robô ainda não consegue fazer manobras que contornem aquelas curvas e entrem nas facetas do edifício”, o que significa dizer que, para alívio (ou não) dos pintores de prédios e demais profissionais envolvidos, especificamente, nesse segmento de restauração e pintura predial, a sua automatização ainda encontra-se numa fase, digamos, de promessa e elaboração.

O que garante que, nesse meio tempo, discussões e mais discussões sejam encetadas, a fim de que se possa analisar, com realismo e sobriedade, as diferenças, vantagens e desvantagens da automatização desses serviços, em detrimento da utilização da mão de obra humana.